home   contact   admin

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo,
qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim!” - Chico Xavier

ORIXÁS, A QUEM PERTENCEM?

 

Os Orixás pertencem a nós ou nós é que pertencemos a Eles? Temos a posse de seu culto e o direito de reclamar esta posse, a quem queira cultua-los fora de nossa realidade? Ou será que Eles, como Divindades, estão muito acima de nossos egos e vaidades? Estão muito acima do direito de posse?

Algum tempo atrás acompanhei uma discussão, sobre o fato de se cultuar Yemanjá nos rituais de Wica, a Sacerdotisa Wica defendia que Yemanjá é a Deusa, enquanto outras Sacerdotisas defendiam que a Deusa não poderia ser Afro e Umbandistas acharam um absurdo “levar” Yemanjá para um ritual Wica. Sabemos que Yemanjá, ao atender alguém, não lhe pergunta qual a sua religião, logo a Sacerdotisa que se entenda com Yemanjá.
Já imaginaram o Papa reclamar o direito exclusivo em cultuar e amar a Jesus e os demais Santos Católicos, todas as outras religiões Cristãs deveriam “devolve-los” para Roma e nós Umbandistas teríamos que nos desfazer de nosso sincretismo com os Santos e inclusive seriamos acusados de deturpar o culto aos mesmos, já que somamos a eles os valores “afro-amerindios”.
Ouvimos falar que certos Orixás não são da Umbanda, bem de quem eles são então? Divindades têm donos? Podem alguns Orixás ser de Umbanda e outros estarem nela por engano? Ao que sabemos todos Orixás tem a mesma Origem Yorubá, a mesma origem nos Cultos de Nação, onde na África cada Nação tinha o culto voltado ao seu Orixá, considerado o ancestral de todos ali. Mas o Orixá tem vida própria, ele é Divindade, é um Trono de Deus, não precisa de nós para existir e sim nós é que precisamos deles para existir, mesmo que muitos de nós não o saibamos. Para atender as necessidades de diferentes grupos sócio-culturais surgem novas religiões, pois a cada dia surgem novas realidades, mas é sempre o mesmo Deus e claro as mesmas Divindades que ressurgem. Às vezes com nomes diferentes e outras vezes com os mesmos nomes. Os Orixás aparecem na Umbanda, mas já dentro de um outro contexto, diferente dos Cultos de Nação, de outra forma , pois é uma religião diferente. O “preto-vélho” (que para os Cultos de Nação é “egum” e não incorpora no mesmo “chão” que o Orixá ), nos apresenta os Orixás, todos quanto ele conhece no Astral, todos quanto ele cultua em espírito na “Aruanda”. E aqui na Terra, na matéria, ainda se discute se estes Orixás são de Umbanda, que duvida podemos ter? Se quem os apresenta a nós é o mesmo “preto-velho”, não há duvidas, pois somos filhos destes Orixás. O filho reconhece o Pai e o Pai reconhece o filho. Não teria o filho de mudar de religião, para continuar com o mesmo Pai ou Mãe, já que uma vez reconhecida à paternidade divina dos Orixás, pouco importa o que outros digam, o que importa é que ali ele foi apresentado ao filho.
Apesar de termos um Pai e Mãe de Cabeça, somos filhos de todos Orixás!!!
Texto publicado na Revista Espiritual de Umbanda S/N

Por Alexandre Cumino
a887c2a3-bc81-4092-a333-7c9ac53c816c

Quer saber mais sobre os Orixás na Umbanda ?!
Inscreva-se no curso virtual EAD:

ORIXÁS NA UMBANDA
CURSO VIRTUAL
Ministrado por Alexandre Cumino

ABERTAS AS INSCRIÇÕES NO SITE:

http://www.umbandaead.com.br/

Início dia 16 de Junho !!!

31 comentários

Entre para postar comentários

Agenda

DEZEMBRO 2017
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Todos os Eventos

.